Um blog do Travellerspoint

Dia 7 - Sydney

overcast 23 °C

Hoje acordei tarde, cheguei bem cansado ontem.
Tomei banho e desci para tomar café da manhã, levando o notebook para atualizar o blog e organizar as finanças. Porém o tempo foi passando e eu nem percebi, quando vi já passava de meio dia e eu nem tinha saído do hostel ainda.
Me troquei e com o tempo que eu tinha antes de ir para o Parque Olímpico eu deveria escolher entre duas praias: Manly e Bondi. A internet falava para ir para Bondi, enquanto as pessoas que conversei por aqui falavam para ir para Manly. O desempate veio no meio de transporte: para Bondi, ônibus, para Manly, ferry. Adivinha ...

DSC00813.jpg
A Ferry que peguei era igual a esta

A ferry demora cerca de meia hora para fazer o percurso, tirei umas fotos e troquei umas idéias com um inglês que também estava lá a turismo.

DSC00784.jpg
DSC00788.jpg
DSC00792.jpg

Manly é uma praia de agito, vê-se muitas pessoas pela orla e pelos calçadões, assim como na areia. Fiz uma caminhada rápida pois o tempo estava curto, tirei umas fotos e em um certo momento comecei a caminhada de volta ao píer para pegar a ferry de volta para Circular Quay.

DSC00794.jpg
Rua que dá acesso a praia

DSC00797.jpg
Calçadão

DSC00799.jpg
Água filtrada na praia : Aprende, Brasil !!!!

DSC00802.jpg
Praia de Manly

Estou andando pela orla e de repente escuto "Vai Curintia"... Era um grupo de brasileiros me zoando, eu estava com a camisa do Santos hehehehhee. Beleza, saí da orla e fui andando pelo calçadão que tem antes do píer e de repente de novo "Vaaai Curintia", um cara de terno gritou e acenou pra mim, grrrrrrrrr que praga, até aqui !!!! hahaahahahahhahahahaha ....

DSC00796.jpg
Vai Curintia, beleza, freguês sempre tem razão (1x0) kkkk

DSC00806.jpg
Brasilia ???? !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

DSC00807.jpg
Caminho de volta na ferry

DSC00816.jpg
Isto salvou minha vida várias vezes kkkkk

Voltei para o hostel, me troquei, comi algo, e bora pegar o trem para o Parque Olímpico, hoje é dia de show.

DSC00818.jpg
Paisagem da Estação Circular Quay

Achei que seria simples, cheguei na estação Circular Quay e percebi que passava mais de uma linha, perguntei para o funcionário e ele me mandou pegar a linha 1, e descer em Lidcombe, e então pegar a conexão para o Parque Olímpico. Beleza, subi na plataforma e não achei o nome Lidcombe no monitor. Perguntei a uma mulher, que muito simpática estendeu o assunto para uma outra, e elas falaram para eu desconsiderar a informação que eu tinha, e descer em Strathfield, e pegar a conexão para o Parque Olímpico que era mais rápido. Beleza !!! Nada como perguntar para os locais.
Desci em Strathfield, e cadê a conexão ??? Procurei pelos 12 monitores (sério, quem acha díficil andar no metrô de SP, vai procurar o mapa do trem de Sydney e reconsidere), e no último achei escrito Parque Olímpico e a tela estava apagada !!! Lá vou eu perguntar para um funcionário, que me indicou o mesmo que o primeiro: Lidcombe e conexão. A questão é que nesta estação o serviço para o Parque Olímpico não estava fucionando naquele dia e horário. Sorte que o trem para Lidcombe estava chegando em 2 minutos (lá você pode ver quanto tempo falta para o trem chegar, e realmente funciona). Problema solucionado, embarquei para Lidcombe, e lá havia a conexão para o Parque Olímpico.

DSC00820.jpg
Estação de Lidcombe

Saindo da estação do Parque Olímpico, já dá pra ver o ANZ Stadium, que é o maior de lá, e andando um pouco já se chega no Allphones Arena.

DSC00821.jpg
Saída da Estação

DSC00827.jpg
ANZ Stadium

DSC00832.jpg
Allphones Arena

Hoje ia rolar Hot Chele Rae como "prato de entrada" e Taylor Swift: Speak Now Tour como "prato principal".
Comprei o ticket Total Concert Experience, que dava direito a uma sala com comidas e bebidas, e entrada antes do povão na arena.

DSC00843.jpg
Sala Especial

DSC00840.jpg
Interior do Allphones Arena

DSC00844.jpg
DSC00854.jpg
DSC00871.jpg
DSC00882.jpg
DSC00884.jpg
Imagens dos shows

Eu nunca fui num evento para milhares de pessoas com tamanha organização. Não passei calor em nenhum momento; não passei aperto em nenhum momento; infelizmente uma menina passou mal e em 2 minutos já tinham 8 pessoas (eu contei) do staff em cima dela; derrubaram lanche no chão e em também 2 minutos já tinha um cara do staff isolando a área para outro cara que estava vindo limpar; o sistema de som estava perfeito; havia 3 telões em HD; entrada e saída sem tumultos; nenhuma briga, pelo contrário, qualquer esbarrão você escutava um "sorry"; e familias inteiras presentes, tanto em pé quanto nas cadeiras.
Foi fantástico. Dá vontade de nunca mais ir em show nenhum no Brasil.

DSC00889.jpg
DSC00890.jpg

Bom, na volta, trem-conexão para Lidcombe, e lá vou eu procurar Circular Quay nos monitores. Quem disse que eu achei ? Mas como eu sabia que a estação Winyard também servia (ela me deixa em um lugar que é 100 metros a mais do que CQ), peguei a linha do trem pra lá e boa.
Andei um pouco pela George Street, que estava cheia (há vários pubs e bares nesta rua), e voltei para o hostel.

Uma coisa que eu não ia comentar para não ficar muito detalhista eram sobre as pessoas com quem eu divido quarto. Mas como está sendo uma experiência bem interessante, vou comentar com atraso. Desde segunda eu estava dividindo o quarto com duas inglesas (Sara e Claire) e uma neo-zelandesa (Samantha), mas 4 dias se passaram e se eu conversei com elas 20 minutos foi muito, elas meio que se isolaram (acho que o problema era eu kkkk). Elas foram embora esta manhã, deixando o quarto vazio. Mas como eu sei que o hostel está lotado, pensei que provavelmente até o fim do dia chegariam mais 3 pessoas. E "batata", quando cheguei no quarto esta noite já estavam lá mais 3 pessoas, um casal local de Melbourne (Shawn e Talia) e uma menina da polônia chamada Marye, que pasmém falava mais que a boca. Conversamos um pouco, e todos fomos dormir.

Curiosidades do dia 7:
a) o mundo possui iPhone, se você ainda não tem, é questão de tempo;
b) e não é que os gringos usam havaianas ?
c) os australianos também tem mania de perguntar "como vai você?", mas também não estão nem um pouco interessados na resposta;
d) eles também falam "See´ya", mas também não esperam ver você de novo;
e) Melbourne já é uma palavra difícil de falar, mas hoje aprendi do jeito australiano: MÉBÃNNNN .... kkkk

Publicado por Cadu 20:33 Arquivado em Austrália Comentários (1)

Dia 6 - Sydney

overcast 18 °C

Levantei hoje 100%, depois de passar apuros ontem ha ha ha...

Hoje estava agendado um tour pelas Blue Montains, mas estava chovendo muito. Liguei na agência e a atendente me falou que era para eu esperar que o tour iria acontecer e que a van estava atrasada por causa da chuva. E não é que 5 minutos depois da ligação a van chegou?

DSC00596.jpg
Choveu assim durante umas 5 horas

Primeira parada : Featherdale Wildlife Park

Este parque é um parque temático de vida selvagem, com a diferença de que você fica no meio do ambiente de alguns animais, tais como alguns tipos de canguru (há vários tipos). Pode-se alimentar os animais também (pagando, claro). Também pagando pode-se tirar foto segurando um coala. A chuva tinha diminuido 90%, mas estava difícil de andar pois o chão é de terra e terra+chuva=lama. A decepção é que o diabo da Tasmania não estava lá (ou estava escondido dentro de um tronco de árvore que havia no habitat dele).

DSC00600.jpg
DSC00614.jpg
DSC00618.jpg
DSC00619.jpg
DSC00621.jpg
DSC00625.jpg
DSC00628.jpg

Segunda Parada : Wentworth Falls

Já sem chuva, fomos para este lugar, que é uma trilha, onde você desce vááááários degraus para chegar em um ponto de observação onde pode-se ver uma cachoeira bem grande e uma parte do canion das montanhas. Neste ponto já nota-se porque elas são chamadas de Montanhas Azuis.

DSC00650.jpg
O guia falou bem cedo "A natureza recompensa os otimistas". Não é que é verdade?

DSC00662.jpg
Trilha
DSC00675.jpg
DSC00672.jpg
DSC00670.jpg
Entendeu porque Blue Montains ? Ao fundo nota-se um pouco do "mist" azul (papinho pra turista)

Terceira Parada : Almoço no Katoomba Golf Club

Chegamos na cidade de Katoomba, que fica dentro das Blue Montains. Antes de chegar no centro da mesma, parada para almoçar no Katoomba Golf Club. Esta parte não seria relevante se eu não tivesse ficado super feliz em ver que o almoço era macarrão com frango assado!!!

DSC00679.jpg
DSC00680.jpg
Nosso Bus !!!

Quarta parada : Katoomba

Estômago cheio, fomos para o centro da cidade, onde há um observation deck para outra parte das Blue Montains, porém desta vez com as famosas "Three Sisters", que são 3 formações rochosas lado a lado.

Lenda das 3 irmãs que traduzi de um site:
A lenda aborígene diz que havia 3 irmãs, 'Meehni', 'Wimlah' e 'Gunnedoo', que viviam no Jamison Valley como membros da tribo Katoomba. Elas se apaixonaram por 3 caras da tribo Nepean, mas a lei tribal as impediam de casar. Eles não concordaram com tal lei, e decidiram capturar as 3 irmãs causando uma guerra tribal. Como a vida das 3 irmãs estava em sério perigo, um médico-bruxo da tribo Katoomba transformou as 3 irmãs em pedra, para protegê-las de qualquer dano, e a idéia era reverter o feitiço após a guerra terminar. Porém ele morreu durante a guerra, e como só ele poderia reverter o feitiço, elas ficaram na formação rochosa como uma lembrança do episódio para as próximas gerações.

DSC00683.jpg
Three Sisters

DSC00685.jpg
A imensidão do vale

Quinta parada : Scenic World

Scenic World é uma outra parte do vale, onde havia uma mina de carvão. Os "aussies" transformaram o lugar em uma trilha, e colocaram alguns brinquedinhos para turista bem legais.

DSC00692.jpg

O passeio nos "brinquedinhos" era opcional, mas claaaaaro que fui em todos. Estranhei o fato de que somente 6 pessoas da van pagaram para ir em todos, a maioria não quis (2 casais de Mebourne, eu e um francês).
Este passeio precisa de explicação: a van nos deixou em um ponto X.

DSC00694.jpg

Deste ponto pegamos o Scenic Skyway, uma "geringonça" que fica pendurada em cabos e vai de um lado a outro do vale.

DSC00695.jpg
DSC00702.jpg

Descemos do outro lado e pegamos agora o Scenic Railway, que parece um "trenzinho" de brinquedo, mas ele desce a quase 90 graus de inclinação.

DSC00706.jpg
DSC00703.jpg
Esta foto um senhor quis tirar de mim, ele arrancou a camera da minha mão e quando ele foi tirar a foto as portas do 'brinquedo' fecharam e nós gritamos pra ele "volta, volta", eu pensei que ele não tivesse conseguido tirar a foto e depois que vi que saiu esta kkkk.

DSC00709.jpg
Trilho onde pode-se notar a inclinação que descemos

Saindo do "trenzinho", andamos uma boa parte por uma trilha onde era a mina de carvão. A trilha tem alguns objetos antigos, e cada um tem uma placa explicando algum fato sobre o objeto.

DSC00714.jpg
DSC00715.jpg
DSC00716.jpg
DSC00719.jpg
DSC00723.jpg
DSC00725.jpg
Nesta foto percebe-se o quão baixo estamos, ao olhar pra cima nota-se as montanhas beeem longe

Acabando a trilha, pegamos o último brinquedinho chamado Scenic Cableway. Lembra que descemos pelo Scenic Railway e depois pela trilha ? Pois é, agora temos que subir tudo de volta e vamos subir por um "negócio" pendurado em cabos novamente.

DSC00732.jpg
Embarcandooooo

DSC00734.jpg
Subindoooooo

Sexta parada : Olympic Wharf

De volta a van, fomos para o Olympic Wharf (Cais Olímpico), onde embarcamos em um barco para dar a volta pela Baía de Sydney. Mais belas fotos!!!

DSC00742.jpg
DSC00743.jpg
Embarcamos nesta coisa aí ...

DSC00750.jpg
Wallpaper

DSC00759.jpg
Pobre é uma m...

DSC00763.jpg
Sydney Landscape

DSC00764.jpg
Harbour Bridge

DSC00767.jpg
DSC00773.jpg
Opera House vista do barco, esta foto ficou muito boa

DSC00777.jpg

Descemos em Circular Quay e fim do tour ! Olhei no relógio e eram 18:50. Ou seja, o dia passou e eu nem vi!
Bom, de volta a vida resolvi ir em uma loja que mistura conveniência com supermercado chamada Woolworth. Outro fato que não seria relevante se eu não desse várias risadas com uma coisa que eu notei. Comprei o que eu precisava e fui pagar. Havia duas filas : Service Express e Express Checkout. Como eu não sabia a diferença, fiz "uni-duni-tê-escolhi-você" e entrei na fila de Service Express. Quando cheguei no caixa olhei para a outra fila para ver qual o esquema e comecei a rir. A fila que eu entrei era uma fila normal, você vai ao caixa, o atendente passa os seus produtos no código de barras, você paga e vai embora. Pois bem, na outra fila VOCÊ MESMO passa os produtos no código de barras, VOCÊ MESMO passa o cartão na máquina, pegas as coisas e vai embora. Simples assim, e sem ninguém olhando. Nem preciso dizer que as risadas foram porque eu pensei em uma loja implementando isso em São Paulo ha ha ha ha ha ha ... Falência em dois dias !!!

DSC00778.jpg
George Street de noite

DSC00780.jpg
Ferrari Maseratti e Ferrari California dentro de um shopping, estava olhando para as máquinas e um cara chegou do lado, e perguntou para o vendedor que estava de plantão "você passa no meu cartão?", daí ele me olhou e deu risada... hahahahhaha

Fui jantar no Hungry Jack´s que é o Burger King daqui, só tem outro nome, os lanches são os mesmos (porém só comi metade, vai que dá outro "nó no estômago"), e fui para o hostel.

Vi este carro na estrada, não sei porque, mas ele me é familiar ...
DSC00741.jpg

Arrumei algumas coisas, e fui dormir, já que os próximos dois dias serão bastante agitados.

Curiosidades do dia 7:
a) hoje tomei café da manhã no hostel de novo, neste hostel é obrigado a lavar tudo que você usa e devolver, pô, tô de férias, nao quero lavar nada grrrrr
b) nas máquinas automáticas aqui do hostel não vende água, fui perguntar se tinha algum lugar para tal e tomei uma na cara, o recepcionista falou que pode-se beber água em qualquer torneira porque o sistema de filtragem é excelente (!!!!!!!!)
c) finalmente vi policia, na estrada fazendo teste de bafômetro, mas na cidade ainda não vi um policial ou uma viatura

Publicado por Cadu 17:44 Arquivado em Austrália Comentários (1)

Dia 5 - Sydney

semi-overcast 20 °C

  • ** Demorei pra postar o dia 5 por um motivo bem importante: não preocupar as pessoas, principalmente familia. Mas no momento que digito este texto estou 100%, novo em folha. ***

:)

Pra variar acorde cedo, fui tomar café da manhã no hostel mesmo com o notebook pra falar com familia e amigos no Brasil.
Hoje o plano era conhecer umas das praias, Manly ou Bondi, mas o tempo estava bem ruim, e eu estava começando a ficar rs.

DSC00587.jpg
Tempinho ruim

Me senti estranho, sintomas de gripe, tomei um remédio e o mesmo me fez capotar. Acordei as 15:00 e saí para almoçar. Comi pouco, voltei pro hostel, e já tinha combinado com o Vinibene de sair para jantar. Fomos em um restaurante brasileiro, eu precisava comer arroz e feijão com certa urgência kkk.

DSC00590.jpg
DSC00594.jpg

Mas devido ao meu estado eu não consegui comer muito, estava ruim mesmo, voltei pro hostel, e chamei o hugo. A melhora foi instantânea, não sei se foi algo que eu comi no mesmo dia ou na noite anterior. Enfim, nada mais a fazer, paciência, fui dormir.

Publicado por Cadu 3:26 Arquivado em Austrália Comentários (2)

Dia 4 - Sydney

overcast 23 °C

Como ontem fui dormi cedo, hoje as 06:30 já estava acordado. Banho e pra rua.
Hoje é dia de conhecer algumas atrações turísticas da cidade. Primeiro, parada para um café no MetCentre, mesmo lugar que almocei ontem. Achei que meu inglês estava ok pelo fato de ontem eu ter me virado bem e tomei uma logo cedo, não entendi que a atendente estava me perguntando se eu quero o pão tostado ou não. Pedi um espresso (sim, com "s" mesmo, como estava escrito no menu da cafeteria) e veio uma ninharia de café, igual a um espresso que tomei ontem. Deve ter algo errado, claro. Troquei de cafeteria e pedi um "café latte", aí sim, veio um balde de café em um daqueles copos a la Starbucks.

Primeira parada foi o Sydney Eye, uma torre bem alta para se olhar a cidade de cima. Na entrada me deram um óculos 3D para ver um pequeno filme em 4D. Me perguntei o que era 4D, e a resposta veio quando apareceu uma cena do mar e jogaram água na gente. Calma ! Jogaram "gotículas" de água, só para dar aquela impressão rs. Também havia fumaça e bolinhas de sabão para dar mais vida ao filme.

DSC00429.jpg

O filme tem acho que no máximo 10 minutos, e depois peguei o elevador para o "Observation Deck". A vista é fantástica, dá pra dar um 360 graus na cidade, e dependendo para que lado você olha, tem um monitor embaixo explicando os pontos principais.

DSC00430.jpg
DSC00434.jpg
Queen Victoria Building visto do alto

Havia uma loja de souvenirs lá, e eu conheci a primeira armadilha para turistas. Gostei de um casaco, mas não o comprei por achar que não vou usá-lo, já tenho casacos suficientes. Ele custava AUD 35,00. Beleza, comprei umas outras coisas e desci para o andar por onde entrei, que também tinha uma loja, só que maior. E eis que O MESMO CASACO estava por AUD 24,95. Escapei dessa.

O lugar onde fica o Sydney Eye é uma torre comercial com um shopping, chama-se Westfield Shopping Centre. Como demorei muito na lojinha de souvenirs, resolvi almoçar por ali mesmo, e antes de ir para os próximos lugares deixar a sacola com as compras no hostel.

Feito isso fui para o Wildlife Sydney, um lugar temático de vida selvagem, muito bacana.

DSC00453.jpg
DSC00465.jpg
DSC00473.jpg
DSC00482.jpg
DSC00485.jpg
DSC00492.jpg
DSC00497.jpg
DSC00507.jpg

Saindo do Wildlife Sydney entrei no Sydney Aquarium, que é do lado, também bem bacana. Mas ambos os lugares são do tipo que visita-se uma vez só e está de bom tamanho.

DSC00511.jpg
DSC00512.jpg
Bonecos feitos com LEGO
DSC00516.jpg
É o peixe ! É o peixe ! É o peixe ! É o peixe ! Vai pra cima deles Santoooooosss !!!!
DSC00522.jpg
DSC00533.jpg
DSC00539.jpg
DSC00547.jpg
DSC00555.jpg

Como estas duas últimas atrações ficam no Darling Harbour, ao sair resolvi explorar um pouco mais e descobri que tinha muito ainda que eu não tinha conhecido. Tirei algumas fotos e gravei um vídeo do Monorail passando.

DSC00560.jpg
DSC00566.jpg

Mas vou fazer uma pausa para contar uma coisa. Há um shopping no Darling Harbour chamado Harbourside. Entrei para comprar uma coca e dar uma volta. Achei uma lojinha de souvernirs e entrei para dar uma olhada. Lembram daquele casado de AUD 35,00 que depois achei por AUD 24,95 ? Então ... Dentro desta loja estava AUD 14,95 !!!!!!!!! Nem comento ...

Continuei a caminhada pelo outro lado da Darling Harbour e posso falar que o lugar é um dos mais legais que já vi na vida. Há vários restaurantes, bares e cafés com vista pra baía, e também ali há o Museu Marítimo, mas acabei não entrando. Também há para visita uma caravela, um navio de guerra e um submarino, mas quando li a palavra "Tickets" eu virei as costas. Aqui TUDO tem de adquirir tickets. E isso significa abrir a carteira, o que não estava muito a fim de fazer rs. No mesmo lugar ainda há o Imax, o Jardim Chinês e o Sydney Visitor Centre.

DSC00567.jpg
DSC00570.jpg
DSC00573.jpg
DSC00579.jpg

Hoje eu não me atrapalhei com essa mão inglesa. Atravessei as ruas direitinho rs. Mas teve uma hora que olhei pro lado, não havia carros, olhei para o outro, nada, nem pessoas tinham. Daí eu atravessei no vermelhoooooooo !!!! Fortes emoções, me senti um criminoso kkkkkkkkk
A noite caiu, e fui jantar no mesmo lugar que tomei café da manhã, mas ao chegar já estava fechado. Esqueci que os shoppings aqui fecham cedo. Logo, resolvi juntar o útil ao agradável, comida boa e gastando pouco, fui no MC Donalds experimentar o Big Mac australiano. Sem surpresas, pois é igual ao nosso. Na volta, publiquei este texto e cama porque o sono chegou (ainda reflexo do fuso horário, pois ter sono as 21:30 não é normal).

Curiosidades do dia 4:
a) a mão inglesa também serve para andar na calçada e para escadas rolantes, percebe-se que as pessoas se esforçam para fazer tudo direitinho;
b) estou entendo relativamente bem as pessoas, quem tem inglês como idioma nativo eu entendo numa boa (há muitas pessoas do Reino Unido aqui), mas os estrangeiros falando inglês é um horror;
c) sabe aquela cena de japoneses andando em bando e tirando fotos até do parafuso da porta do elevador ? pois é, tudo verdade ...;
d) hoje vi um carro parecido com o Fox, com câmbio manual, estacionado aqui na rua do hostel, nossa, ele se destacava no meio dos outros por ser tão pobre kkkk;
e) aqui deve ter a mesma lei americana, é proibido pedir esmolas, as pessoas que precisam sentam na calçada e colocam uma plaquinha na frente, ou fazem performances no meio da rua, como tocar guitarra e malabarismos;
f) dica de pronúncia australiana: se a palavra tiver ER no final, diga Á. Number vira "numbá", Water vira "watá", cooler vira "coolá", e por aí vai.

DSC00582.jpg
Foto saideira : daqui do terraço do hostel dá pra ver bem a Opera House, porém havia um navio atracado na frente atrapalhando a paisagem. Pois, o navio saiu na hora que eu cheguei, deu pra tirar uma foto com os dois.

Publicado por Cadu 2:34 Arquivado em Austrália Comentários (1)

Dia 3 - Sydney

sunny 26 °C

Após bons voos e intermináveis 24 horas de viagem, enfim cheguei em Sydney.
No desembarque, fui passar pela imigração, onde tive de responder duas perguntas: a) se eu tinha comprovante de vacina da febre amarela, e b) se São Paulo é melhor que o Rio de Janeiro (!!!!!!!!). Como falei não para a primeira, passei por uma segunda entrevista, bem rápida, onde a mulher que falou comigo me deu um papel e falou que se eu passasse mal até o dia 10, era pra entregar o papel amarelo pro médico. Se até dia 10 não acontecer nada, era para eu desconsiderar o papel. Que preocupação master !
Peguei minha bagagem (ufa! chegou) e fui tomar comprar um chip de celular para ter créditos para ligações e acessar a internet. Comprei uma batata frita também apenas para testar o cartão pré-pago que levei e funcionou (ufa! parte 2). Tomei um café, peguei o Sky Train para a estação Circular Quay, e dali um taxi para o Hostel. Primeiro contato com a mão inglesa, que estranho ver o motorista do lado direito.
Escolhi me hospedar no YHA The Harbour, é um dos hostels mais caros do Hostelworld.com em Sydney, mas é o mais bem pontuado. Uma curiosidade é que o hostel fica em cima de um mini-sítio arqueológico.

DSC00364.jpg
DSC00375.jpg

Infelizmente não pude fazer check-in naquele momento porque o hostel está cheio e meu quarto não estava pronto, a recepcionista muito simpática falou que eu poderia deixar meus pertences em um cofre, e para eu voltar por volta das 14:00hs. Guardei a mala, peguei o notebook e fui ver o chip do celular. Para minha raiva a menina da Vodafone no aeroporto me deu um chip normal, e não um micro-chip necessário para o meu telefone. Grrrrrrr !!!! Pensei, blz, daqui a pouco vou em algum shopping e troco. Enrolei um pouco no hostel, até colocando no ar o post anterior, dando uma carga no celular e fui bater perna, a idéia era resolver o negócio do chip e almoçar. Fui em direção a George St, que me parece ser a rua de maior comércio aqui no centrão. Detalhe que na segunda vez que atravessei a rua um taxi quase passou em cima de mim rs. Até acostumar com essa mão inglesa, saber para que lado da rua olhar, será complicado hehe. Achei uma loja de rua da Vodafone, entrei e a menina resolveu o problema do chip pra mim. Celular funcionando, entrei em um mini-shopping e fui procurar comida. Tsc Tsc ! Esqueci que não estava mais no Brasil, comida aqui não existe, quase todas as lojas faziam sanduiches. Como a fome não era tanta, comprei um similar ao MC Lance Feliz. E estava bom !

IMG_0209.jpg

Celular resolvido, fome matada, voltei para o hostel para fazer Chek-In. Fiquei em um quarto para 4 pessoas.

DSC00365.jpg

O quarto fica bem perto to terraço, de onde a vista é fantástica.

DSC00373.jpg

Banho tomado (estava precisando com uma certa urgência rs), fui bater perna. Primeiro destino, claro, Opera House, não aguentei, eu tinha de ir lá. Para chegar lá, primeiro tem de passar pelo Circular Quay, que é um lugar que reune estação de trem e as balsas que levam a diversos lugares.

DSC00377.jpg
DSC00379.jpg

Nota-se a Harbour Bridge de longe. Passando pelo Circular Quay chega-se no píer da Opera House.

DSC00385.jpg
DSC00389.jpg

Na mesma região há um portão que dá acesso ao Royal Botanic Garden, que é um parque onde fica a casa do governo.

DSC00399.jpg

DSC00404.jpg

DSC00406.jpg

Passando o parque, voltei para a George St, para ir no famoso shopping Queen Victoria Building. Tomei um café e uma garrafa de água, total AUD 7,50, convertendo R$ 13,00. Baratinho para um café e uma água né ? E esse shopping nem é tudo isso, embora feito em um casarão antigo, o interior é normal demais para as lojas de grife que ele tem.

DSC00408.jpg

Saindo de lá, fui até o Darling Harbour, que ficava ali do lado, e tirei umas fotos.

DSC00410.jpg

DSC00411.jpg

DSC00413.jpg

Passando dali resolvi voltar pro hostel, pois o tempo estava mudando e já rolava um vento mais frio. Peguei uma revista para ler no terraço e comprei umas guloseimas, um chá similar ao que temos de "frutas vermelhas" e uma chips de sal com vinagre (!!!!!!). Não gostei muito não ...

DSC00416.jpg

Curiosidades do primeiro dia:
a) muito estranha essa mão inglesa, ainda não sei direito pra qual lado olhar ao atravessar a rua;
b) carro popular aqui *quase* não existe, australiano gosta de sedan médio com motorzão, vi vários, e tudo automático, também não vi muitos SUV´s por aqui, acho que esse febre ainda não chegou;
c) cafeterias por todo lado, cada quadra deve ter umas 3;
d) me falaram que aqui tem muita gente oriental, e é verdade;
e) dizem que aqui é muito seguro, não tem violência, etc, até aí tudo bem, mas cadê a polícia ? não vi um policial ou uma viatura;
f) é engraçado ir almoçar enquanto a maioria das pessoas que conheço está indo dormir, o fuso aqui é +14 em relação a Santos/São Paulo.

O objetivo de hoje era não dormir cedo, pois preciso acostumar com o fuso horário daqui. Pensei que seria complicado, mas foi até fácil, passei o dia tranquilo. No momento que digito este texto são 20:40 e o sono está chegando somente agora. Desci para pegar uma água e agora sim vou capotar...

Publicado por Cadu 1:30 Arquivado em Austrália Comentários (2)

(Textos 46 - 50 de 56) « Página .. 5 6 7 8 9 [10] 11 12 »